28 de ago de 2012

Robô agora é tão inteligente quanto um golfinho


Essa é uma daquelas notícias que não sei se são boas ou não: Nico, o robô desenvolvido por Yale, está a um passo de ser aprovado no teste do espelho. Isso significa que ele já consegue entender que os reflexos de um espelho não são as próprias coisas. Para ser totalmente aprovado ainda falta um último teste, que mostrará se ele é autoconsciente. Caso isso aconteça, será o primeiro robô a passar.  Dizem que isso é bom porque assim ele poderá trabalhar com humanos sem machucá-los. Será que a singularidade dos robôs está próxima? E será que isso é bom? Quero só ver quando juntarmos robôs conscientes com a internet. Robôs podem ser cyberbullies? Li a notícia no LiveScience.

Um comentário:

Anônimo disse...

Oi, Diogo! Veja este artigo:

http://www.jura.uni-frankfurt.de/l_Personal/em_profs/teubner/dokumente/Aktanten_eng_final-1.pdf

Bj!

Flavia.