19 de set de 2012

Elizabeth Cotten, descoberta na casa da patroa


Elizabeth Cotten talvez tenha uma das histórias mais espetaculares da música. Trabalhava em Washington como empregada na casa da família Seeger, já bem adulta, quando foi flagrada tocando um violão pela patroa.  Pediu desculpas, mas não era preciso: Ruth Seeger era cantora e seu marido, Charles era um etnomusicologista que estudava justamente música popular americana.  Impressionados com a habilidade de "Libba", começaram a levá-la para tocar em pequenas festas de amigos pela cidade. Imagine que ela fez um show particular para John Kennedy.

Curiosidades à parte, a música de Cotten é a real surpresa para quem não conhece. Ela fazia um blues rural, tendendo para o country às vezes. Uma música dolorida sobre dores, falta de dinheiro e caronas em trens. O museu Smithsonian relançou as gravações de Elizabeth Cotten no disco "Freight Train and Other North Carolina Folk Songs and Tunes". No site do museu, aliás, você lê uma breve e completa biografia da cantora.

Aqui, você ouve uma das minhas canções favoritas de Elizabeth Cotten, "Shake Sugaree". Quem canta é sua neta de 12 anos.

Shake Sugaree by Elizabeth Cotten on Grooveshark

Nenhum comentário: