6 de dez de 2012

Velha missão cumprida



O Soundgarden é mais um item na lista de bandas que resolveram voltar para transformar as glórias do passado em receitas do presente. Há muito no que se apoiar. Só a trinca “Badmotorfinger“ (1991), “Superunknown” (1994) e “Down On The Upside” (1996) vale pela carreira de uma dúzia de bandas que estão fazendo milhões por aí. Então faz sentido que Chris Cornell e seus amigos venham aos anos 2010 para descontar esse cheque.

E não se pode deixar de admirar o ato de coragem de voltar lançando um disco novo. Deve ser difícil tirar a ferrugem, engolir as brigas do passado e voltar a pensar como banda. Pior, colocar em risco o legado anterior, que, a rigor, é o que as pessoas vão pedir no show. Ninguém vai gritar por nenhuma das faixas novas de “Animal”. Os pulos coreografados da plateia ficarão para “Outshined”, “The Day I Tried To Live” e “Spooman”. Cornell deve saber disso. Assim mesmo insistiu e é preciso admirá-lo por isso.


“Animal” não é um disco ruim. Trata-se de um Soundgarden diluído e pasteurizado, sem dúvida, mas razoavelmente fiel ao seu “legado”, o suficiente para que mantenhamos o respeito pela banda. Tampouco é um disco desagradável. As 13 faixas passam pelo ouvinte de maneira agradável, sem incomodar. Também sem chamar muito a atenção. Resumindo, é um disco sem nada de mais.

Precisa ser todo disco o mais inesquecível de todos? Todas as bandas, artistas, pintores, escultores, poetas, jornalistas e blogueiros precisam revolucionar a todo momento? Claro que não. Essa missão fica para os gênios. E para os que têm momentos geniais e sabem aproveitá-los. O Soundgarden fez um disco que não entrará para nenhum dos anais da música. Mas tudo bem.

Os fãs não ficarão envergonhados. Para quem realmente gosta deles, talvez seja um alívio ouvir Cornell longe de seus covers de Michael Jackson e shows acústicos sem pé nem cabeça. A volta do Soundgarden não será marcada por “Animal”. Daqui a vinte anos, acho difícil que algum fã mencione alguma das faixas novas em suas memórias a respeito do show da banda. Mas tudo bem. A missão do Soundgarden já foi cumprida há XX anos. E eu também vou ficar emocionado quando eles tocarem “Outshined”.

SOUNDGARDEN
King Animal
Universal

Ouça o disco:

Nenhum comentário: