31 de jul de 2012

A velha pergunta volta: É culpa do Batman?

Jason Bailey faz na The Atlantic a velha (e pertinente) pergunta que flutua depois da tragédia de Aurora, no Colorado: A culpa desse incidente é do Batman? Ou seja, a obscura e violenta série de filmes do homem-morcego induziu aquele rapaz perturbado a planejar e executar um plano de matanças?

Essa pergunta se repete toda vez em que vemos algum limite de civilidade sendo cruzado, para nosso choque. O videogame e o cinema sempre levam a culpa (o rock já esteve nessa posição), talvez por serem os dois principais arrecadores da indústria do entretenimento. Ou será que essas tais imagens violentas levam mesmo pessoas a fazerem o que aconteceu em Aurora? Será que a atuação de Heath Ledger como o Coringa puxou a balança de James Holmes para o lado da insanidade?

O artigo de Bailey opina que não, que apesar de muitas vezes as acusações se multiplicarem quando eventos dramáticos parecem estar vinculados a fenômenos culturais, essas manifestações em forma de filme, clipe ou game são nada mais do que espelhos de nós mesmos. O raciocínio é o de que a sociedade produz os indivíduos, que produzem a sociedade e arte que é parte dela. Estou com Bailey nessa.

Será que Goebbels, Georg Simmel e Guy Debord concordariam?

Nenhum comentário: